1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Sem votos)
Loading...

Minha Casa Minha Vida Santa Catarina 2016 e 2017

O Programa Minha Casa Minha Vida é um meio de conseguir conquistar a sua casa própria. Por meio desse programa milhares de brasileiros mudaram a sua situação e agora tem um lar para chamar de seu. O Minha Casa Minha Vida é um programa criado pelo Governo Federal que oferece financiamento facilitado para pessoa que se encaixam em várias faixas salariais.

Minha Casa Minha Vida Santa Catarina

Cidades com benefícios do Programa Minha Casa, Minha Vida em Santa Catarina:

  • Santa Catarina
  • Blumenau
  • Chapecó
  • Criciúma
  • Florianópolis
  • Itajaí
  • Jaraguá do Sul
  • Joinville
  • Lages
  • Palhoça
  • São José

Para fazer parte do programa na sua cidade é necessário procurar a Secretaria de Habitação, além das construtoras com empreendimentos abertos na sua localidade para saber se tem mesmo relação com o Minha Casa Minha Vida.

Minha Casa Minha Vida Santa Catarina 2016 e 2017

Minha Casa Minha Vida Santa Catarina 2016 e 2017. Imagem:Divulgação

Quem pode Participar do Programa Minha Casa Minha Vida?

Para poder se inscrever no programa é necessário seguir os pré-requisitos:

  • Não ser proprietário, cessionário, promitente comprador, usufrutuário de imóvel residencial;
  • ser ou ter sido arrendatário do PAR ou detentor de financiamento de imóvel residencial em qualquer local do país;
  • Não ter recebido benefícios de natureza habitacional oriundos de recursos orçamentários da União;
  • Não estar cadastrado no SIACI e/ou CADMUT, exceção para as operações de Aquisição de Material de Construção (neste caso, o candidato a beneficiário apresentar;
  • Não estar inscrito no CADIN – Cadastro Informativo de Créditos não Quitados do Setor Público Federal;
  • Renda Familiar de R$ 0,00 até R$ 1.600,00.

Simulador de Financiamento da Caixa

O simulador de financiamento usado pela Caixa Econômica Federal e por pessoas que trabalham com financiamento de imóveis pode te ajudar a ter sucesso nesse de busca pela casa própria, mesmo se você não contemplado em nenhum sorteio habitacional.

Isso porque se souber qual é a melhor faixa de financiamento para o seu perfil de investidor tudo fica mais simples, pois você pode fazer um planejamento.

Simulador Minha casa Minha Vida

Simulador Minha casa Minha Vida (Imagem: divulgação)

Clique aqui e veja através da simulação da Caixa Econômica Federal como vai ficar as parcelas de um financiamento no Minha Casa Minha Vida para a sua renda, o valor de entrada que você precisará dar e até o que você consegue financiar com o seu salário e renda familiar per capta.

Desse modo é possível realizar um excelente negócio, com um financiamento aonde você pague juros bem baixos e sabendo qual será o melhor prazo de pagamento, pois ele vai caber no seu bolso com certeza.

O programa Minha Casa Minha Vida ajuda as pessoas a realizarem o sonho da casa própria graças as suas parcerias com construtoras, prefeituras e instituições sem fins lucrativos.

Sendo assim, você deverá realizar um cadastro nessas instituições e vai esperar a liberação de apartamentos ou casas populares por meio do programa Minha casa Minha Vida.

Documentos Necessários para fazer um Financiamento da Caixa

Confira alista de documentos necessários para fazer um financiamento por meio do Minha Casa Minha Vida

  • Carteira de identidade ou outro documento oficial de identificação que conste foto

e filiação;

  • Identidade de estrangeiro, quando for o caso;
  • CPF – Cadastro de Pessoa Física ou documento oficial que contenha referido cadastro;
  • Prova de estado civil: certidão de nascimento se solteiro, certidão de casamento ou

certidão de casamento com averbação da separação/divórcio ou certidão de óbito do cônjuge;

  • b) Declaração de União Estável (modelo CAIXA), quando for o caso;
  • c) Declaração de Beneficiário no PMCMV, Renda Familiar até R$ 1.600,00 – Recursos do FAR (Modelo CAIXA).

Inscrições no Minha Casa Minha Vida 2017

Nesse ano de 2016 o Governo Federal fez algumas alterações nas regras para o financiamento de imóveis por meio do programa Minha Casa Minha Vida e essas alterações nas regras devem ser mantidas para 2017. As principais alterações no Minha Casa Minha Vida 2016/2017 estão ligadas a uma criação de faixa nova para liberação de financiamento. Agora tem uma faixa intermediária de renda, que vai entre R$ 1.800 e R$ 2.350, e o aumento desses juros cobrados para famílias que recebem a partir de R$ 2.350 por mês.

Na faixa intermediária de renda o Governo conseguiu atender uma quantidade de pessoas maior, pois essa faixa ajuda mais famílias a terem acesso ao plano do governo que auxilia na compra de uma casa própria.

Minha Casa Minha Vida Santa Catarina 2016 e 2017

Minha Casa Minha Vida Santa Catarina 2016 e 2017. Imagem:Divulgação

Essas novas regras serão válidas somente para novos contratos e precisam fazer parte da terceira etapa do Minha Casa Minha Vida. Essa novidade no financiamento ajuda mais beneficiários com faixas diferentes de renda a financiar a casa própria com juros bem mais baixos que as taxas cobradas no mercado.

Renda Máxima de Financiamento do Minha Casa Minha Vida

Com essas novas regras os contemplados com o Minha Casa Minha Vida não fazem o pagamento de juros ao contratar o financiamento. Essa regra só vale para os financiamentos com 100% de subsídios recebidos pelo governo federal.

Mas, para entrar nesse critério é necessário que a pessoa tenha renda máxima de R$ 1,8 mil, e não mais os R$ 1,6 mil como acontecia em anos anteriores, ampliando a quantidade de pessoas atendidas. Essa é a faixa de renda com maior subsídio ofertado por meio do programa.

 

 

 

Recomendados para você: