1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Sem votos)
Loading...

Requisitos para participar do programa Minha Casa Minha Vida 2016

O programa Minha Casa Minha Vida vem sendo a melhor alternativa de acesso à casa própria dos últimos anos. Muitas famílias brasileiras tem realizado o sonho de adquirir sua moradia em virtude do Minha Casa Minha Vida.

A terceira etapa do programa foi anunciada pela presidente Dilma Roussef, no dia 03 de julho. Segundo ela, a meta é construir 3 milhões de casas a partir de 2015.  Na primeira etapa do programa 1 milhão de moradias foram construídas. Na segunda etapa, ainda em andamento, a meta é chegar a 2,75 milhões de casas até o final de 2014.

Entenda o Minha Casa Minha Vida

Entenda o Minha Casa Minha Vida (Foto: Divulgação)

Requisitos básicos para participar do programa Minha Casa Minha Vida

Para participar do Minha Casa Minha Vida, as famílias deverão ser enquadradas nas faixas de renda relacionadas pela Caixa. Como a seleção dos beneficiários cabe às prefeituras, os interessados devem se cadastrar na sede administrativa da sua cidade.

A renda bruta mensal máxima para participar do programa é de até R$ 5 mil, desde que, as famílias não possuam casa própria ou financiamento em qualquer estado da federação, ou, também, tenha recebido quaisquer benefícios de natureza habitacional do Governo Federal.

São três, as faixas de renda disponíveis:

  • Faixa 1: Compõe-se de famílias com renda mensal bruta de até R$ 1.600,00.
  • Faixa 2: para as famílias com renda mensal bruta de até R$ 3.275,00.
  • Faixa 3: relativo as famílias com renda mensal bruta acima de R$ 3.275,00 até R$ 5 mil.

Como fazer a inscrição para o Minha Casa Minha Vida

Para as famílias com renda mensal de até R$ 1.600,00 pode-se fazer a inscrição no programa Minha Casa Minha Vida através de uma cooperativa habitacional, uma associação ou alguma entidade privada sem fins lucrativos. Já para atender às famílias com renda mensal até R$ 5 mil por mês, é possível acessar o financiamento com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Para a modalidade que abrange os agricultores familiares e demais trabalhadores rurais os financiamentos variam entre os que apresentam renda anual bruta de até R$ 15 mil, que compõe o Grupo 1, de R$ 15 mil a R$ 30 mil destinado ao Grupo 2 e de R$ 30 mil a R$ 60 mil para o grupo 3. Se por acaso a família não corresponder às condições de contrato do programa, é possível procurar uma agência da Caixa Econômica Federal para falar com um correspondente imobiliário da Caixa.

Recomendados para você: