1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Sem votos)
Loading...

Como dividir e replantar orquídeas

As orquídeas são plantas muito conhecidas e desejadas por milhares de pessoas. Muitos adorariam tê-las, enquanto outros possuem uma coleção. Mas se você quer iniciar sua própria coletânea de orquídeas, nada melhor do que aprender a como dividi-las e replantá-las, não é mesmo?

Esse processo pode ser simples se você souber quais dicas seguir e por qual caminho ir. Não é nenhum mistério e com certeza você conseguirá multiplicar suas orquídeas com as dicas que passaremos a seguir.

Divisão das orquídeas

A divisão das orquídeas é um procedimento que só pode ser realizado em plantas que estão em crescimento simpodial, ou seja, orquídeas cespitosas como as cimbídios e dendróbios. Você deve sempre se certificar de que está no momento de dividir a sua planta, pois se você dividir antes do tempo isso pode atrasar sua floração.

Divisão das orquídeas

Divisão das orquídeas. Imagem:divulgação

O momento certo de dividir é quando sua planta tiver três pseudobulbos muito bem desenvolvidos, além de dois brotos guias separados. Os pseudobulbos devem acompanhar as novas mudas. Fora isso, você poderá dividir em qualquer momento do ano.

Passo a passo de como dividir suas orquídeas

Você deve usar uma tesoura ou uma faca bem afiada para o procedimento. Esse material deve estar esterilizado com calor ou álcool. Você deve remover os pseudobulbos que estiverem secos, murchos ou doentes. Corte também as raízes secas e mortas. A cada orquídea você deve esterilizar novamente o seu equipamento. Fique atento, pois você não precisa remover todo o substrato velho que estiver nas raízes, apenas a quantidade em excesso.

Depois de cortar, limpe a orquídea usando uma escova macia, sabão neutro e água corrente. No entanto, isso só deve ser feito se ela estiver com pragas ou extremamente suja. O vaso escolhido para colocar a orquídea deve ser drenável e possuir furos na base e nas laterais. Os mais indicados são os vasos de cerâmica. Você não deve usar os pratinhos.

Replantando as orquídeas

Na hora de replantar sua orquídea, você também precisará escolher o substrato. Nesse momento, leve em consideração a espécie de sua planta, assim como os vários tipos de substrato que existem em sua região. Vários materiais podem ser usados como fibra de coco, carvão vegetal, argila expandida, pedra britada, sabugo de milho, casca de arroz e vários outros. Juntando alguns desses materiais você pode obter um substrato natural, mas caso prefira, pode comprar um.

Replantando as orquídeas

Replantando as orquídeas. Imagem:divulgação

Com as mudas limpas, realize o envase. A ponta do rizoma mais antigo deve ficar bem próximo da parede do vaso, dando mais espaço para a guia crescer. Você deve colocar o rizoma sob o substrato, mas sem enterrá-lo. Você pode usar arames de bambu para lhe ajudar nesse procedimento.

Cuidados após o replante

A nova muda deve ganhar toda sua atenção. Caso ela fique com folhas amareladas, significa que está pegando muito sol. Por outro lado, se as folhas estiverem muito verdes, significa que ela está muito na sombra e precisa pegar um pouco de sol. Você deve regar normalmente, como o faz com sua orquídea. O enraizamento da nova muda é um procedimento lento, por isso tenha paciência.

Dessa forma você pode dividir e replantas suas orquídeas quantas vezes desejar, obtendo várias plantas de forma natural, simples e sem prejudica-las. A floração das orquídeas também é algo demorado, por isso é preciso esperar.

Recomendados para você: